NOCTURNAL GRAVES – primeiro tema de «Titan» revelado!

Pois é, nós já tínhamos avisado! Quando a Season Of Mist reeditou o primeiro álbum dos NOCTURNAL GRAVES no mês passado, o sugestivamente intitulado «Satan’s Cross», dissemos na review que vinha aí material novo. Estas bestas australianas não perderam tempo, e aqui está já a primeira descarga de «Titan», assim se chamará o vindouro petardo de black/thrash que nos atingirá em breve. Para já, podemos ouvir o tema «Ecdysis, Shedding Weak Flesh», que a própria banda descreve como “representativo da aproximação que tivemos ao álbumcomo um todo – desbrava caminhos que deixámos por explorar anteriormente.

Não há como experimentarem por vocês próprios para o comprovar, e aqui está ele:

Nocturnal Graves no Facebook
Compra o disco!
Season Of Mist no Facebook

VIRALATA – ganha entradas duplas para o concerto de Faro

É já no próximo Sábado dia 3, às 21:30 que os Viralata vão à ARCM de Faro para um concerto na companhia dos To All My Friends e dos Stand In Front. Em parceria com a Out Of Sight Booking, a LOUD! tem para oferecer duas entradas duplas. Basta enviar um email para geral@loudmagazine.net com o assunto “Passatempo Viralata”, o vosso nome e número de BI/CC, e a resposta à seguinte pergunta:

Qual o nome do novo disco dos Viralata?

Os dois mais rápidos ganham uma entrada dupla. Toca a participar já!

CAMARRO FEST III: Começa já na 6ª feira!

Arranca já na próxima 6ª feira, dia 2 de Fevereiro, a terceira edição do grande festival de metal do Barreiro, o Camarro Fest, que tem crescido a olhos vistos e se apresenta este ano como um evento já digno de pleno realce no panorama nacional. A LOUD! não só apoia de forma oficial este festival de dois dias, com um cartaz 100% nacional, como estará presente no local – as instalações da SIRB – Os Penicheiros -, trazendo na bagagem a nova edição (#203, com o grande Zakk Wylde na capa) a um preço especial e alguns números antigos para os que querem completar a sua colecção.

Falámos um pouco com o Pedro Seixas Carmo, da organização do Camarro, para saber um pouco mais sobre esta relativamente nova paragem obrigatória do nosso calendário metaleiro.

O Camarro Fest já vai na sua terceiraedição, como é que vês o crescimento do festival desde que se iniciou?
Desde a primeira edição em 2016 o Camarro fest veio naturalmente crescendo a todos os níveis, quer a nível de estrutura, tendo sido criada a Bringer Of Light – Extreme Music Events para quem o Camarro Fest é o main event, mas que será responsável também por outros durante o ano relacionados com música extrema; quer a nível da escolha das bandas intervenientes. O feedback que tivemos nestas duas edições anteriores foi excelente por parte do publico e das bandas que lá passaram, o que nos deu uma enorme motivação para continuarmos a afinar o Camarro Fest naquilo que queremos que seja: um festival sem ser de nicho, com variedade, para que agrade ao maior número de pessoas, mas ao mesmo tempo muito virado para um espectro mais negro do metal, obviamente com muito sangue novo à mistura. Temos consciência do risco que isto representa, mas estamos cá para o que der e vier, e para voltar a colocar o Barreiro no panorama da música extrema. Estamos muito satisfeitos com o crescimento do festival e esperamos que nas edições vindouras venhamos a melhorar cada vez mais em todos os aspectos.

O que é que as pessoas podem esperar desta edição?
Podem esperar um cartaz variado e que certamente irá agradar ao publico que gosta de sonoridades mais extremas, desde o heavy metal passando pelo thrash, hardcore, do death metal ao black metal, serão todos muito bem-vindos e muito bem recebidos como nas edições anteriores. O festival continua depois dos headliners com mais uma banda por noite e DJ set para os mais resistentes. Esperamos que o público se divirta, que goste bastante, e que volte nas edições futuras.

Que planos há para o futuro e para o crescimento do evento?
O crescimento do evento passará naturalmente por trazer mais bandas, quer nacionais quer internacionais, já a partir da próxima edição. Também pela criação de cada vez melhores condições, para que o público se sinta cada vez melhor no Camarro Fest, e sinta o evento como parte integrante do panorama nacional.

Assim sendo, percorremos rapidamente o alinhamento do Camarro Fest III para todos ficarem a saber o que podem esperar.

DIA 1
SEXTA FEIRA, 2 DE FEVEREIRO
Como não poderia deixar de ser, o Camarro terá o seu pontapé de saída dado por uma banda… do Barreiro. Viveiro natural de talento musical, haveria muito por onde escolher, e a escolha recaiu nos My Enchantment, pelo que será ao tom do death metal melódico que as primeiras cabeças abanarão no primeiro dia. Rapidamente a noite vai começar a escurecer, com a misteriosa entidade Gaerea. Os fantasmagóricos praticantes de black metal tenebroso levantaram um pouquinho do véu no Studio Report que publicamos precisamente na LOUD! #203, e haverá aqui uma bela oportunidade para testemunhar a fúria ao vivo da banda de espectros mascarados. Logo de seguida, comprovando bem o ecletismo do Camarro, os Speedemon vão certamente partir tudo num ambiente mais “festivo” proporcionado pelo seu agreste speed/thrash, deixando o público com pouco fôlego para que o esmagamento que os Analepsy vão proporcionar ser completo. A jovem banda de death metal ultra brutal tem dado que falar no último ano, e certamente demonstrará a máquina de precisão cirúrgica de demolição de palco em que se tornou mais uma vez. Terminamos com o headliner da noite – mais um bando de criaturas mascaradas de outra dimensão, porque deve haver qualquer coisa má na água em Portugal ultimamente, e certamente que os medonhos The Ominous Circle vão mostrar que a dissonância temível de seu black/death consegue abanar o Barreiro inteiro. Para os corajosos, a castanhada continua em regime after-party, com os porcalhões dos Scum Liquor a varrerem o chão com os maníacos que permanecerão, maníacos esses que certamente vão levar tudo ao extremo, permanecendo para o sempre estrondoso DJ set do “nosso” Pedro Roque. Às 4 da manhã, são horas de ir dormir, que amanhã há mais.

Horário:
21:00h – 21:40h – My Enchantment
21:55h – 22:35h – Gaerea
22:50h – 23:35h – Speedemon
23:50h – 00:40h – Analepsy
00:55h – 02:00h – The Ominous Circle

After-party
02:30h – 03:30h – Scum Liquor
02:00h – 04:00h – Roque DJ Set

DIA 2
SÁBADO, 3 DE FEVEREIRO
Felizmente que o segundo dia só começa novamente às 21h, dando a todos tempo para recuperar da tareia do dia anterior. O pontapé de saída é dado, mais uma vez, por uma banda local – o groove metal muito 90s dos New Mecanica é igualmente made in Barreiro, e será o shot de adrenalina absolutamente necessário para sacudir algum torpor que ainda reste da noite anterior. Os Attick Demons seguem-se, e o seu heavy metal Maideniano de qualidade superlativa é sempre bem vindo em qualquer contexto. Mudança total de registo, mas não de entusiasmo, para o hardcore dos For The Glory, que certamente irão pôr toda a sala a mexer a sério, para depois entrarmos na recta final com dois nomes históricos do metal português, que dispensam qualquer tipo de apresentações – os regressados Sacred Sin, que prometem voltar a espantar com o seu virtuosismo, e os únicos Filii Nigrantium Infernalium, que darão ao encerramento do festival a toada de blasfémia descontrolada que se pretende. O headliner perfeito, como decerto concordarão. Por falar em descontrolo, a after-party é mais uma vez um festival de javardeira, já que os Systemik Viølence vão ser, como é costume, extremamente desagradáveis e deixar toda a gente com mau gosto na boca. Cabe ao DJ Jó, a figura bem conhecida dos Theriomorphic, pôr o ponto de exclamação final no evento. O regresso a casa é às 4 da manhã, e depois há todo um Domingo para recuperar antes de regressar à vida real e esperar pelo Camarro IV.

Horário:
21:00h – 21:40h – New Mecanica
21:55h – 22:35h – Attick Demons
22:50h – 23:40h – For The Glory
23:55h – 00:45h – Sacred Sin
01:00h – 02:00h – Filii Nigrantium Infernalium

After-party
02:30h – 03:30h – Systemik Viølence
02:00h – 04:00h – Jó DJ Set

ANCIIENTS – nova tour europeia anunciada com quatro datas nacionais

Os canadianos ANCIIENTS, cujo disco de 2016 «Voice Of The Void» foi um monumento de rock gingão e super pesado que ainda nos ecoa nos ouvidos, acabaram de anunciar a sua vindoura digressão europeia, que será feita na companhia dos conterrâneos Black Wizard. Ao lançarem-se à estrada, os músicos já saberão que Portugal será parte importante da sua viagem – com o apoio da LOUD!, os Anciients vão ficar de 14 a 17 de Março no nosso país, onde irão rockar que nem gente grande todas as noites, em Leiria, Cascais, Figueira da Foz e Porto, respectivamente. O Texas Bar, o Stairway Club, o DRAC e o Woodstock 69 serão as salas que vão receber estes concertos imperdíveis. Agora, é dar mais umas escutadelas ao «Voice Of The Void» (e já agora, ao «Heart Of Oak» de 2013, e não custa nada ir descobrir os Black Wizard também!), e antecipar estes quatro dias de grandes riffs que se aproximam!

WHILE SHE SLEEPS: vai a uma das três datas nacionais com a LOUD!

Os britânicos While She Sleeps apostaram fortemente em Portugal nesta sua mais recente digressão europeia – nada menos que três datas na agenda, já a acontecer para a semana. A saber, Porto (Hard Club) no dia 14, Lisboa (RCA Club) no dia 15 e Loulé (Bafo de Baco) no dia 16. Os conterrâneos Rolo Tomassi serão a banda de abertura.

Ainda há bilhetes para as três datas, que até dia 10, podem ser adquiridos (aqui) por 18€. Depois, só mesmo à porta, por 22€. Ou então, podes ir à borla. É fácil: a LOUD!, em parceria com a Out Of Sight Booking, tem um convite duplo para cada uma das datas para oferecer. É só enviar um email para geral@loudmagazine.net com o assunto “Passatempo While She Sleeps”, indicando o vosso nome completo e o vosso número de BI/CC, a escolha de data (Porto, Lisboa ou Loulé) e a resposta à seguinte pergunta:

Qual o título do álbum mais recente dos While She Sleeps, editado no passado dia 21 de Abril de 2017?

Os mais rápidos ganham um convite duplo para o concerto escolhido e serão avisados atempadamente. Toca a participar já!

UNDER THE DOOM V: a previsão da LOUD! (dia 2)

Apesar da popularidade de massas dos headliners do dia anterior, o dia 2 do UNDER THE DOOM V é aquele onde parece existir maior densidade de riqueza musical, com todas as bandas do cartaz a exibirem um nível de qualidade invulgar. Terminando onde começou, no RCA Club, este último dia promete e muito. Ora vejamos:

IN THE WOODS…

Muita curiosidade à volta desta primeira visita dos noruegueses In The Woods… ao nosso país. Nome de culto dos anos 90, autores de clássicos do underground como «Omnio» ou «Strange In Stereo», estiveram muitos anos separados, regressando há pouco tempo com uma formação renovada. Mesmo sem a carismática voz de Jan Kenneth Transeth ou aquele tom de guitarra do tristemente desaparecido Oddvar A:M, temas como «299 796 km/s» ou «HEart Of The Ages» certamente reterão ainda toda a sua magia.

AHAB

Mesmo tendo uma presença relativamente regular no nosso país em termos de concertos nos últimos anos, não nos conseguimos fartar dos germânicos Ahab. O seu “nautical doom” tinha tudo para ser uma parvoíce conceptual à partida, mas a genialidade com que sempre interpretaram essa curiosa variante do estilo rapidamente afastou qualquer dúvida. A sua reinvenção sonora com «The Boats Of The Glen Carrig» em 2015, onde adicionaram melodia e atmosfera a rodos ao peso asfixiante do costume, ainda é o lançamento mais recente e, mais uma vez, ainda não estamos propriamente fartos.

ACHERONTAS

Ali por volta das 21:30, a noite de Alvalade vai endurecer, com esta viragem para o black metal que os Acherontas vão proporcionar. Oriundos da Grécia, país com fortes tradições no género, o quinteto liderado pelo homónimo Acherontas V.Priest já anda nestas lides há mais de uma década, e o fortíssimo «Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)» editado este ano é já o seu sexto disco de originais. Preparem-se para as nuvens negras…

PROCESS OF GUILT

Pouco mais resta para dizer acerca dos Process Of Guilt. A banda eborense, agora maioritariamente sediada em Lisboa, já há muito tempo que está na vanguarda do underground de peso extremo nacional, e o estrondoso «Black Earth» editado recentemente só confirma esse facto. Vibes Godfleshianas, uma escuridão envolvente e orgânica e raiva de fazer querer dar murros no palco, tudo isto e muito mais se espera de mais um grande concerto dos Process Of Guilt.

NOVEMBERS DOOM

A história dos Novembers Doom fala inteiramente por si – há mais de 25 anos que Paul Kuhr e companheiros se tornaram numa das bandas de referência do death/doom, parte da primeira onda de pioneiros do estilo com o lendário «Amid Its Hallowed Mirth», e o maior elogio que se pode fazer é que o tempo não lhes tirou qualquer tipo de encanto, antes pelo contrário. «Hamartia», já deste ano, é o décimo lançamento de um percurso que parece estar para durar mais 25 anos ainda, e neste Under The Doom teremos a sorte de sentir a miséria e a desolação dos Novembers Doom mais uma vez.

GOLD

É absolutamente obrigatório chegar a horas neste dia, porque os Gold não são banda para se perder! Um dos colectivos mais irrequietos criativamente do panorama europeu, contam na sua formação com o antigo guitarrista dos The Devil’s Blood, Thomas Sciarone, e com a multifacetada vocalista Milena Eva. Desde o seu aparecimento com o rock de alta voltagem de «Interbellum» em 2012, não mais voltaram a repetir-se de disco para disco. «No Image» (2015) e «Optimist» (2017) mostraram facetas diferentes do quinteto, englobando um pouco de todos os géneros da música extrema (e não só!) e chegando a um resultado a todos os títulos único. E ao vivo são melhores ainda!

—–

INFORMAÇÃO GERAL:
UNDER THE DOOM V
30 Novembro a 2 Dezembro – Lisboa

Dia 30 Novembro – RCA Club / Lisboa
EARTH ELECTRIC – MOURNING SUN – PAINTED BLACK – WHEN NOTHING REMAINS
Abertura de Portas – 20:30 / Início 21:00
Bilhete: 15€

Dia 01 Dezembro – Lisboa ao Vivo – Lisboa
LACUNA COIL – LIV KRISTINE – GREEN CARNATION – INHUMAN – THE FORESHADOWING – CELLAR DARLING
Abertura de Portas – 18:00 / Início 18:30
Bilhete: 35€ (Pré-venda / 36€ Próprio dia)

Dia 02 Dezembro – RCA Club – Lisboa
IN THE WOODS – AHAB – PROCESS OF GUILT – NOVEMBERS DOOM – ACHERONTAS – GOLD
Abertura de Portas – 18:00 / Início 18:30
Bilhete: 30€ (Pré-venda / 31€ Próprio dia)

Onde comprar bilhetes:
Venda Online (LetsGo.pt): http://bit.ly/2v5ruIl

Venda Online (unkind.pt):

http://www.unkind.pt/catalogo/listaprodutosbanda.php…

Bilhetes físicos e personalizados:
- Glam o Rama Rock Shop – Lisboa
- Loja Carbono – Amadora
- Quiosque ABEP- Lisboa (só bilhetes diários)
- RCA Club- Lisboa (só bilhetes de 3 dias e para dia 2 dez.)
- Fnac Almada – (só bilhetes para dia 1 Dezembro)
- Fnac Colombo – (só bilhetes para dia 1 Dezembro)
- Fnac Vasco da – Gama (só bilhetes para dia 1 Dezembro)
- Loja Piranha – Porto
- Loja Bunker – Porto

Preço dos bilhetes:
(30 nov). = 15€ – (á venda apenas no próprio dia)
(01 dez.) = 35€ – (36€ Próprio dia)
(02 dez.) = 30€ – (31€ Próprio dia)
Golden Tickets / Bilhetes 3 dias – 60€

UNDER THE DOOM V: a previsão da LOUD! (dia 1)

Focamo-nos hoje no primeiro dia propriamente dito do UNDER THE DOOM V, depois do preâmbulo do dia zero, que arranca já no próximo dia 30 de Novembro. Depois de a banda surpresa desse dia prévio ter sido anunciada – trata-se de uma actuação extra dos The Foreshadowing -, foi agora feita também a revelação dos horários de todos os dias, que podem conferir já no cartaz deste dia aqui em cima. Vejamos então o que nos espera, na 6ª feira da próxima semana, o único do evento que terá lugar no Lisboa Ao Vivo:

LACUNA COIL

O headliner do dia e primeiro nome no cartaz do festival, os Lacuna Coil dispensam apresentações. Há já largos anos uma das bandas mais populares da cena europeia, e têm na sua vocalista Cristina Scabbia uma das figuras mais reconhecíveis do metal mundial. Em termos musicais, têm inclusivamente “engrossado” o seu metal gótico nos últimos anos, enveredando por caminhos mais groovy e de maior peso, e vão visitar Portugal com o disco «Delirium» de 2016, o seu oitavo longa-duração, como lançamento mais recente.

LIV KRISTINE

Trata-se de facto de uma dupla de respeito para lançar na mesma noite – um verdadeiro par de ases, Cristina Scabbia e Liv Kristine. Igualmente imensamente popular no campo do metal gótico, a norueguesa tem a sua carreira a solo estabelecida há largos anos (teve a sua estreia nesse registo já com «Deus Ex Machina» de 1998), pese embora ter recolhido enorme sucesso principalmente com as suas antigas bandas Theatre Of Tragedy e Leaves’ Eyes. É precisamente dos primeiros, onde este de 1993 a 2003, que vai interpretar vários temas, intercalando com as melhores canções dos seus discos em nome próprio.

GREEN CARNATION

Inicialmente uma espécie de banda irmã, e posteriormente sucessora natural, dos In The Woods…, que curiosamente actuam no dia seguinte do Under The Doom V, os Green Carnation ganharam a sua própria personalidade e vida própria com o passar dos anos, sempre liderados pelo guitarrista Tchort, antigo baixista dos Emperor. Tendo regressado ao activo em 2014, depois de um hiato de vários anos, ainda não editaram material novo, mas a riqueza do seu catálogo (que inclui o clássico «Light Of Day, Day Of Darkness», um álbum de um só tema) é mais do que suficiente para esperarmos um concerto magnífico por parte dos noruegueses.

THE FORESHADOWING

Com o anúncio de que irão tocar também no dia zero, os transalpinos The Foreshadowing ficaram a ser uma espécie de “banda residente” do Under The Doom, e digamos que não nos estamos a queixar. Praticantes de um doom gótico majestoso, apoiado no barítono fortíssimo do vocalista Marco Benevento, prometem duas performances arrebatadoras.

CELLAR DARLING

Helvéticos de formação relativamente recente (2016), mas cujas caras serão bem familiares ao público do festival – a vocalista Anna Murphy, o baterista Merlin Sutter e o guitarrista/baixista Ivo Henzi já foram parte do núcleo duro dos bem conhecidos Eluveitie. Neste seu novo projecto, misturam o folk que tão bem debitavam na sua antiga banda com um rock obscuro e tem todo o potencial para animar desde cedo o público que preencherá o Lisboa Ao Vivo.

INHUMAN

Parece mentira, mas o icónico «Strange Desire» dos Inhuman, um clássico do underground nacional – incluido, naturalmente, no livro «Quadro de Honra» da LOUD! -, já faz mais de 21 anos. Altura perfeita para o recordar da melhor forma, que é, sem dúvida, ter os próprios Inhuman a tocá-lo na íntegra à nossa frente. É precisamente assim que vai abrir o dia 1 do Under The Doom V, e prevemos que será um highlight prematuro. Convém chegar a horas!

—–

INFORMAÇÃO GERAL:
UNDER THE DOOM V
30 Novembro a 2 Dezembro – Lisboa

Dia 30 Novembro – RCA Club / Lisboa
EARTH ELECTRIC – MOURNING SUN – PAINTED BLACK – WHEN NOTHING REMAINS
Abertura de Portas – 20:30 / Início 21:00
Bilhete: 15€

Dia 01 Dezembro – Lisboa ao Vivo – Lisboa
LACUNA COIL – LIV KRISTINE – GREEN CARNATION – INHUMAN – THE FORESHADOWING – CELLAR DARLING
Abertura de Portas – 18:00 / Início 18:30
Bilhete: 35€ (Pré-venda / 36€ Próprio dia)

Dia 02 Dezembro – RCA Club – Lisboa
IN THE WOODS – AHAB – PROCESS OF GUILT – NOVEMBERS DOOM – ACHERONTAS – GOLD
Abertura de Portas – 18:00 / Início 18:30
Bilhete: 30€ (Pré-venda / 31€ Próprio dia)

Onde comprar bilhetes:
Venda Online (LetsGo.pt): http://bit.ly/2v5ruIl

Venda Online (unkind.pt):

http://www.unkind.pt/catalogo/listaprodutosbanda.php…

Bilhetes físicos e personalizados:
- Glam o Rama Rock Shop – Lisboa
- Loja Carbono – Amadora
- Quiosque ABEP- Lisboa (só bilhetes diários)
- RCA Club- Lisboa (só bilhetes de 3 dias e para dia 2 dez.)
- Fnac Almada – (só bilhetes para dia 1 Dezembro)
- Fnac Colombo – (só bilhetes para dia 1 Dezembro)
- Fnac Vasco da – Gama (só bilhetes para dia 1 Dezembro)
- Loja Piranha – Porto
- Loja Bunker – Porto

Preço dos bilhetes:
(30 nov). = 15€ – (á venda apenas no próprio dia)
(01 dez.) = 35€ – (36€ Próprio dia)
(02 dez.) = 30€ – (31€ Próprio dia)
Golden Tickets / Bilhetes 3 dias – 60€

ERDVE – tema-título do novo disco para ouvir em exclusivo

Vêm da Lituânia e são a nova aposta da Season Of Mist – os ERDVE prometem surpreender aqueles que gostam de bandas mais aventureiras e exploradoras no seu som, mas não só. Praticando uma espécie de sludge/post hardcore de características únicas, até se pode estranhar primeiro, mas entranha-se muito bem. Como prova, aqui está o tema-título de «Vaitojimas», o seu álbum de estreia que será editado no próximo dia 9 de Fevereiro, de uma violência e escuridão inusitadas.

Erdve no Facebook
Compra o disco!
Season Of Mist no Facebook

UNDER THE DOOM V: a previsão da LOUD! (dia 0)

A quinta edição do já habitual festival “Decembrista” que todos os anos tem trazido a escuridão ao final de ano lisboeta, UNDER THE DOOM, arranca já na próxima semana, no dia 30 de Novembro. Trata-se de um evento que tem crescido a olhos vistos, e este ano apresenta um cartaz mais ambicioso que nunca, espalhado por duas salas (RCA Club e Lisboa Ao Vivo), isto para além de ter adicionado um “dia zero” à sua duração. É precisamente nesse dia inicial, que terá lugar inteiramente no RCA Club, que nos focamos hoje, no primeiro de uma série de três posts em que fazemos a previsão do festival. De notar ainda que neste dia haverá uma banda surpresa, que pelo que sabemos será revelada ainda no dia de hoje. É mantermo-nos atentos ao Facebook oficial do festival!

EARTH ELECTRIC

São o headliner do dia, apesar de serem uma banda relativamente recente, mas percebe-se porquê – compostos pelo núcleo duro de Rune Eriksen (ex-Mayhem e ex-Ava Inferi) e Carmen Simões (Moonspell, ex-Ava Inferi), guitarrista e vocalista respectivamente, aos quais se juntam o baixista Alexandre Ribeiro (Grog, Neoplasmah, Fungus) e o baterista Ricardo Martins (Lobster, Filho da Mãe), são uma formação de respeito, e que provou todo o seu potencial com o lançamento de «Vol.1:Solar» este ano. O norueguês residente em Portugal, que já foi figura maior do black metal a nível internacional, é também (e, se calhar, acima de tudo) um rocker de primeira, e é isso mesmo que os Earth Electric tão bem fazem nesse disco de estreia e também em palco: rockar como se não houvesse amanhã, mas sempre com a profundidade emocional conferida pela voz etérea de Carmen Simões. Uma mistura que vai dar que falar.

MOURNING SUN

Os Mourning Sun vêm de Santiago do Chile, capital daquele país sul-americano, e prometem cativar corações com a sensibilidade dos seus lamentos – o doom que praticam é atmosférico, envolvente, e no entanto nada tradicional, empregando-se mesmo muitas vezes o epíteto “experimental” para descrever a curiosa mescla de estilos que empregam. «Último Exhalario» foi o seu disco de estreia, em 2016, e já contam com um EP editado este ano intitulado «Latitud:56′S
». Para se ter uma ideia da qualidade da formação, refira-se que a vocalista Ana Carolina já cantou com os SubRosa em palco.

PAINTED BLACK

Mais uma ocasião de timing perfeito – os Painted Black são um dos nomes mais em relevo da última década do doom em Portugal, já tendo inclusivamente participado em edições anteriores do festival, e esta quinta edição “apanha-os” no pico da sua forma. Acabados de editar o muito aguardado segundo álbum «Raging Light», de formação renovada, e tendo assinado pela editora italiana WormHoleDeath, será provavelmente no momento mais alto da sua carreira até agora que apanharemos os Painted Black em palco. Mal podemos esperar!

WHEN NOTHING REMAINS

Oriundos da Suécia, os When Nothing Remains já contam com três longa-duração no seu catálogo – o mais recente, «In Memoriam», data de 2016 – e são um trio cujos elementos têm já vasta experiência em vários outros colectivos bem conhecidos, a maior parte deles caindo na alçada bem mais ríspida do black metal, nomeadamente os Rimfrost, Cursed 13 ou Grá. Pelos vistos, deixam toda a sua sensibilidade para este grupo, que pratica um doom metal “gótico”, chamemos-lhe assim, com guturais e voz soturna a alternarem como veículo principal de transmissão da miséria. Evocativos de uns My Dying Bride dos anos 90, vão cair que nem uma luva no ambiente do Under The Doom.

—–

INFORMAÇÃO GERAL:
UNDER THE DOOM V
30 Novembro a 2 Dezembro – Lisboa

Dia 30 Novembro – RCA Club / Lisboa
EARTH ELECTRIC – MOURNING SUN – PAINTED BLACK – WHEN NOTHING REMAINS
Abertura de Portas – 20:30 / Início 21:00
Bilhete: 15€

Dia 01 Dezembro – Lisboa ao Vivo – Lisboa
LACUNA COIL – LIV KRISTINE – GREEN CARNATION – INHUMAN – THE FORESHADOWING – CELLAR DARLING
Abertura de Portas – 18:00 / Início 18:30
Bilhete: 35€ (Pré-venda / 36€ Próprio dia)

Dia 02 Dezembro – RCA Club – Lisboa
IN THE WOODS – AHAB – PROCESS OF GUILT – NOVEMBERS DOOM – ACHERONTAS – GOLD
Abertura de Portas – 18:00 / Início 18:30
Bilhete: 30€ (Pré-venda / 31€ Próprio dia)

Onde comprar bilhetes:
Venda Online (LetsGo.pt): http://bit.ly/2v5ruIl

Venda Online (unkind.pt):

http://www.unkind.pt/catalogo/listaprodutosbanda.php…

Bilhetes físicos e personalizados:
- Glam o Rama Rock Shop – Lisboa
- Loja Carbono – Amadora
- Quiosque ABEP- Lisboa (só bilhetes diários)
- RCA Club- Lisboa (só bilhetes de 3 dias e para dia 2 dez.)
- Fnac Almada – (só bilhetes para dia 1 Dezembro)
- Fnac Colombo – (só bilhetes para dia 1 Dezembro)
- Fnac Vasco da – Gama (só bilhetes para dia 1 Dezembro)
- Loja Piranha – Porto
- Loja Bunker – Porto

Preço dos bilhetes:
(30 nov). = 15€ – (á venda apenas no próprio dia)
(01 dez.) = 35€ – (36€ Próprio dia)
(02 dez.) = 30€ – (31€ Próprio dia)
Golden Tickets / Bilhetes 3 dias – 60€

AUÐN – novo álbum «Farvegir Fyrndar» para ouvir na íntegra!

Mais um dia, mais um álbum completo para ouvir, cortesia da LOUD! – desta vez, são os islandeses AUÐN, que finalmente nos apresentam o seu segundo, e muito aguardado, longa-duração. Chama-se «Fargevir Fyrndar», e debita um black metal atmosférico mas contundente, repleto de sentimentos de desolação, perda, e sempre assombrado pelas lacónicas paisagens do seu país natal.

Sem mais delongas, é começar a ouvir já:

AUÐN no Facebook
Compra o disco!