NÚMERO ACTUAL

Há capas que falam por si, e esta da nossa edição de Outubro, o número #211 da LOUD! (o tempo passa!) que amanhã já estará nas bancas, é um belo exemplo disso. O famoso Adam Nergal Darski, líder dos BEHEMOTH, tem sempre muito para dizer, e o registo simbólico das suas palavras é normalmente aquele em que se apresenta nesta imagem – sem meias medidas, sem “papas na língua”. Sempre com o novo «I Loved You At Your Darkest» como pano de fundo, Nergal fala-nos de tudo: da sua concepção de arte, do seu processo criativo, do legado que pretende deixar, da sua relação com a religião e outras pequenas histórias. Por exemplo, de como um dos temas deste novo álbum gerou a mesma reacção na sala de ensaio que a famosa «Chant For Ezkaton».
 
Mas há mais, muito mais, na LOUD! de Outubro…
 
– Há Max Cavalera! O lendário brasileiro, que está sóbrio há uma década (sabiam?), apresenta-nos «Ritual», o novo álbum dos Soulfly, e conta-nos os planos todos que tem para as outras bandas em que está envolvido. E não são poucas!
 
– Há Erik Rutan! O mastermind dos Hate Eternal explica a sua necessidade de inovação, que tem sido notória nos dois últimos trabalhos da banda, «Infernus» e o novo «Upon Desolate Sands». E, claro, ainda falámos um bocadinho dos Morbid Angel, porque tem que ser.
 
– Há Ruyter Suys! A guitarrista dos Nashville Pussy está sempre bem-humorada, e por entre feminismo, o Lemmy, a vida na Europa e como é estar numa banda com o marido, estivemos em amena cavaqueira.
 
– Há Eric Peterson! Apesar de não haver propriamente Testament, já que o guitarrista está neste momento em “modo” black metal, a promover o álbum novo dos seus DragonLord, uma Emperorzada de respeito de quem já se aguardava novo material há treze anos.
 
– Há Bryan Funck! Quem? Pois, até pelo low profile que gosta de manter, o vocalista dos Thou (que nem Facebook têm para fazermos um tag bonito) não é uma figura tão universal como as outras que já mencionámos, mas aquela que será a banda de sludge contemporânea mais importante da actualidade fez por merecer o destaque, com três EPs e um álbum novo editados recentemente, e o Bryan falou-nos disso tudo.
 
– No nosso habitual périplo pela cena nacional, também há figuras com fartura. Muito rock e muitos riffs com os Son Of Cain, que são o Hugo Conim e o Alexandre NH Mota, e javardeira provocadora a conspurcar o nosso Studio Report, no qual fomos visitar os Scum Liquor e ouvir em primeira mão o vindouro «Midnight Pleasures». Ainda conseguimos pôr o Carlos Freitas da Notredame Productions e do Side B Rocks (reaberto em Alenquer!) a contar umas histórias de bastidores engraçadas no LOUD! DJ, convencemos o Sergio Afonso dos Bleeding Display e Disassembled a montar-nos uma mixtape, e descobrimos mais acerca do novo livro do Dico.
 
…e tudo isto é só raspar a superfície. Conversámos com mais um monte de bandas, andámos por festivais vários (Bloodstock Festival, Milhões de Festa, Out Of Sight Fest), ouvimos dezenas de discos, e de alguma maneira conseguimos encafuar tudo em 60 páginas repletas de conteúdo exclusivo. A vocês, só vos resta ir buscá-las amanhã às bancas, ou ficarem sentadinhos à espera que vos caia na caixa de correio (se não caiu já) se já forem assinantes. E não se esqueçam, especialmente se forem fãs da Bizarra Locomotiva, que estamos a oferecer uma prenda muito especial a novos assinantes.
Fazer Comentário