LOUD! 200 JÁ NAS BANCAS!

UMA NOVA ERA

Atingimos finalmente o marco de passagem para uma nova era da LOUD!, o muito aguardado #200, que celebrámos convosco no passado dia 30 num Club Noir à pinha, uma noite que ficará na nossa memória durante muito tempo. Alguns de vós já sairam da festa com a revista na mão, antecipando-se aos que só amanhã a poderão ter nas bancas, e por esta hora já saberão que, para além da óbvia e já muito badalada ligação do #200 aos Moonspellofficialband, que entram na sua própria nova era com o 100% português «1755», há muita coisa para descobrir na nova LOUD!. Por exemplo:

- Para além da banda portuguesa da capa, continuamos a desbravar os muitos diferentes caminhos do underground nacional. Estivemos em estúdio com os Wrath Sins, que nos falaram um pouco do seu vindouro novo álbum, falámos de fuzz e outros tópicos pertinentes com os The Black Wizards, e tentámos perceber como é que os For The Glory se continuam a manter cada vez mais fortes ao fim destes anos todos quando boa parte das bandas da sua “cena” e da sua geração já foram ficando infelizmente pelo caminho.

- A celebrar o #200 e a cena nacional, não poderíamos deixar de dar voz, de alguma forma, à SWR inc. – sonic events, responsável pelo mítico SWR BARROSELAS METALFEST. Fizemo-lo da forma mais divertida possível, convidando os irmãos Veiga para um dos LOUD! DJ mais entretidos de sempre.

- Ainda em termos nacionais, como ainda temos o «Black Earth» dos Process of Guilt a zumbir-nos nos ouvidos (até porque também fomos ao concerto de apresentação, que reportamos nesta edição), convidámos o Hugo Santos a dar-nos a sua Mixtape, falando um pouquinho de cada tema escolhido. Não sabem bem do que estamos a falar? É natural, porque se trata de uma nova rubrica que inauguramos nesta edição. Não hesitem em enviar-nos depois sugestões para os músicos que mais gostariam de ver nesta secção!

- Falando de novas rubricas, decidimos também, imbuídos do nosso espírito nostálgico que presidiu aos lendários Quadros de Honra, começar a recordar alguns clássicos que vão cumprindo aniversários impensáveis. O «Into The Pandemonium» dos Celtic Frost já tem 30 anos, alguém acredita nisto? Falámos sobre ele com o grande Tom G. Warrior, e a conversa foi tida ainda antes do trágico desaparecimento de Martin Eric Ain. Fica assim o artigo como a nossa sentida homenagem ao baixista.

- Outro clássico cuja celebração nostálgica tem andado na berra é o «De Mysteriis Dom Sathanas», obra-prima dos The True Mayhem que já foi evocada duas vezes em território nacional este ano, no SWR BARROSELAS METALFEST e mais recentemente no LAV – Lisboa ao Vivo (concerto esse que também relembramos neste número). Porque a nossa curiosidade é infinita, quisemos saber como é que será uma tour com os Mayhem e com os Dragged Into Sunlight, e vai daí convidámos um dos membros da road crew dessa digressão para nos fazer um diário de bordo. Preparem-se para histórias maradas e peripécias difíceis de acreditar!

- Para além disto tudo, há entrevistas com bandinhas que são capazes de conhecer. Que tal Electric Wizard? Ou Destruction? Ou Cannibal Corpse, ou até mesmo The-Haunted? Achamos que se vão fazer, esses miúdos todos cheios de potencial. A avaliar pelos discos novos que apresentam e pelo entusiasmo nas conversas, a verdade é que até parecem mesmo miúdos esfomeados. Há ainda Rosetta, ALL PIGS MUST DIE, e os regressados Hittman, cuja clássica estreia homónima de 1988 é recordada pelo Nelson Santos no sempre presente Tesourinho Pertinente.

- É isto e muito, muito mais, já amanhã nas bancas. Se estiveram na festa, estão safos. Se já forem assinantes, só precisam de se levantar do sofá para ir buscar a revista à caixa do correio. Se forem assinantes digitais, nem precisam de sair do sofá, é só pegar na vossa engenhoca digital de eleição.

Para assinar em papel: http://loudmagazine.net/assinaturas/
Para assinar digitalmente: http://tinyurl.com/loud-digital

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>