Luís Rattus

Luís Rattus

Abraçou o underground no final dos anos 80, arruinando com o Punk qualquer hipótese de ter uma vida normal. No início dos anos 90 começa a saga das bandas, tendo passado por dezenas delas como Albert Fish, M.A.D., Crise Total, Clockwork Boys ou Facção Opposta. Ainda em meados dos 90s, influenciado pelo do-it-yourself criou a fanzine Fightback. Continua a colaborar noutras publicações e passa pela equipa do Underworld - Entulho Informativo. Por entre os treinos do Krav Maga teve ainda tempo para ser um dos co-autores do livro Portugal Eléctrico (Groovie Records, 2013). Como o dia tem 25 horas resta ainda tempo para gerir duas editoras, a Zerowork Records e a Combate Brutal.

Nenhum Conteúdo Disponível