Sábado, Junho 19, 2021

RETROVISOR

Rubrica que recorda concertos especialmente importantes do passado, assinada por Emanuel Ferreira

UMA VIDA EM TONS DE MAIDEN (capítulo II)

Início dos anos 80, Inglaterra. O 'Top Of The Pops' era o programa de TV favorito de todos e, ao princípio das noites de quinta-feira, aquela meia hora semanal parecia sagrada com uma mistura eclética de sucessos da época e os 40 melhores posicionados na tabela de vendas. Qualquer tipo de sucesso "comercial" dependia de uma aparição no 'TOTP' na era pré-internet. Com um senão, no entanto: todos os artistas tinham de se apresentar como uma fiel reprodução das gravações originais. Trocando por miúdos: toda a gente tinha de fazer playback para aparecer no programa da BBC. No polo oposto...

Ler mais
RETROVISOR: Guns N’ Roses, «Nightrain» (The Ritz, Nova Iorque, 2 de Fevereiro de 1988)

É difícil escolher um tema deste concerto e, no dia em que o Axl Rose comemora 59 anos, aconselho a sua visualização na íntegra, mas esta faixa tem algo de saboroso na forma como o vocalista apresenta o grupo e Slash justifica a letra da música, como um passeio pelo parque. Poderão existir temas mais épicos na carreira do grupo, muitos recordarão o tributo a Freddie Mercury, o desfilar de convidados no concerto de Paris na tour de «Use Your Illusion», ou outras aparições, mas aqui ainda está a formação clássica, os mesmos cinco elementos que um par de anos antes viviam...

Ler mais
RETROVISOR: Rage Against The Machine, «Killing In The Name Of» (PinkPop Festival, Landgraaf, Holanda, 31 de Maio de 1993)

Faça-se um pequeno exercício sobre os anos 90, grave-se uma cassete, com músicas incontornáveis. Obviamente que estarão lá os NIRVANA, os GUNS N' ROSES, os METALLICA, qualquer um destes nomes, daria uma tape só por si. Agora poucos desses nomes, mesmo com inúmeros hits, conseguirão chegar a essa lista com um verdadeiro hino geracional, uma malha incontornável, daquelas que obrigatoriamente terá de constar do set de um rock DJ. Sim, está altura de parar o texto, explicar que nos anos 90, gravar um CD no computador estava ainda apenas ao alcance de poucos. Carregar uma pen com ficheiros mp3 ou...

Ler mais
RETROVISOR: Metallica, «One» (Grammy Awards, The Shrine Auditorium, Los Angeles, 22 de Fevereiro de 1989)

A seguir a «Master Of Puppets» sentia-se que os METALLICA eram um nome a entrar no mainstream norte-americano, usufruindo de uma popularidade que se aproximava da que tinham em terreno europeu. Por essa altura o disco chegou mesmo a aparecer em listas generalistas de melhores do ano e «…And Justice For All» tinha tudo para ser o grande disco do grupo. «One» foi o primeiro vídeo-clip do grupo e quebra recordes na MTV, por isso todos os olhos estavam focados neles na cerimónia de entrega dos Grammys de 1989, onde, curiosamente, se inaugurava uma nova categoria: Best Hard Rock/Heavy Metal...

Ler mais
RETROVISOR: The Rolling Stones, «Sympathy For The Devil» [Altamont Speedway, Livermore, Califórnia, 6 de Dezembro de 1969]

Ensina a história que décadas, séculos ou mesmo milénios, não se encerram ou iniciam no primeiro de Janeiro respectivo. Melhor exemplo que o securitário séc. XXI, que apenas se iniciou a 11 de Setembro de 2001? Pois, na música também se passa algo do género, e se 1969 foi o ano em que despontaram os primeiros discos de um género que se tornaria massivo, o hard rock, também se encerrava a década da pop, do movimento hippie e de uma certa inocência, na forma de agir e promover a música. Claro que o “Colonel” Tom Parker já tinha escrito toda...

Ler mais
RETROVISOR: Morbid Angel, «Blessed Are The Sick» (Detroit, EUA, 1 de Outubro de 1991)

O death metal será um dos estilos menos referidos no RETROVISOR, o que até pena, pois tem produzido dos resultados mais estranhos que se podem encontrar pela internet. Nenhum outro género do metal valoriza mais o underground, seja lá isso o que for. Mesmo que cada elemento, no fundo de um negro coração, peça para que a sua banda tenha mais reconhecimento, o underground será sempre algo que está em primeiro lugar. A necessidade de estar presente num evento, a militância, ultrapassa mesmo a religiosidade fervorosa do black metal -- um estilo que, por vezes, prefere o isolamento. Essa ambiguidade,...

Ler mais
RETROVISOR: Linkin Park, «One Step Closer» (Conan O’Brian Show, 16 de Janeiro de 2001)

É (foi?) uma daquelas bandas odiadas, demasiado associadas à pop para entrarem na história do metal, mas o seu primeiro disco ajudou a criar toda uma legião de fãs que, ainda hoje, se encontram por todas as áreas do metal. «Hybrid Theory», de 2000, está ao mesmo nível do «Black Album» dos METALLICA, do «Antichrist Superstar» do MARILYN MANSON, do homónimo dos SLIPKNOT ou os dois volumes de «Use Your Illusion» dos GUNS N' ROSES. Todos são discos cuja popularidade extravasou os limites do hard’n’heavy, levando a que imagem e som inundassem outros espaços, permitindo a muitos descobrirem o som...

Ler mais
RETROVISOR: Blue Öyster Cult, «(Don’t Fear) The Reaper» (Hollywood Sportatorium, Florida, 9 de Outubro de 1981)

Esta semana temos um RETROVISOR em modo Halloween, a saltar as referências óbvias a MANSON, a esquecer ROB ZOMBIE, a ignorar todo o black metal, a rejeitar liminarmente os MISFITS, a esquivar os BLACK SABBATH e os TYPE O NEGATIVE. Vamos centrar-nos no mais óbvio do óbvio, numa canção ao mesmo tempo tão ignorada, a clássica «Don’t Fear The Reaper». Blue Öyster Cult -- se preferirem, Culto da Ostra Azul -- é um daqueles nomes seminais do rock norte-americano, filhos da geração hippie, a maturar na década de 70, e em todo aquele big rock orelhudo que preenchia o éter...

Ler mais
RETROVISOR: THE STOOGES, «I Wanna Be Your Dog» (Hordern Pavilion, Sydney, Austrália, 2 de Abril de 2013)

Envelhecer. Numa semana em que os cinquentões METALLICA anunciam uma linha de roupa para surfistas, quando um fã dos TOOL não reconhece o Eddie Van Halen, pela idade avançada deste, ou quando os mesmos TOOL são postos em ridículos pelos fãs de Taylor Swift por serem demasiado velhos, põe-se a questão de envelhecer. E isto nem referindo a reforma dos SLAYER que, por agora, vai decorrendo entre muitos milhões. Seguindo a rota de Detroit, vista na semana anterior, que tal pegar no velho Iguana e seus comparsas, também conhecidos como THE STOOGES? Revisitar um tema que, em 2019, completa 50...

Ler mais
RETROVISOR: Bob Seger, «Turn The Page» (Metro Centre, Halifax, EUA, 24 de Novembro de 2014)

A música cada vez passa mais pelo hype, a exposição do artista. Muitas vezes, o sucesso leva à perda de credibilidade e afasta os apreciadores. Outras vezes, o cansaço e a exaustão causadas por fórmulas gastas, leva ao declínio. Ocasionalmente, é a própria atitude do músico que incrementa o abandono. Caso claro disso, TED NUGENT, brilhante nos anos 70, hoje mais reconhecido pelas suas polémicas atitudes. Tal como Nugent, BOB SEGER é outro perfeito desconhecido nos dias de hoje. Ambos vêm da escola de Detroit no final dos anos 60, tal como ALICE COOPER, THE STOOGES ou MC5. A par...

Ler mais
Pág. 1 de 7 1 2 7

Bem vindo de volta!

Entra na tua conta

Criar Nova Conta

Preenche os formulários para registar

*Ao se registrar em nosso site, você concorda com os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Recupera a tua password

Por favor introduz o teu utilizador ou endereço de e-mail para reiniciar a password